Pesquisar este blog

sábado, 29 de outubro de 2011

Roupas... e mais roupas!

Ainda sobre roupas...


Tapa no modelão

Já parou para pensar o trabalho que dá fazer a manutenção das roupas de casa? Não só os modelões, mas também a roupa de cama, mesa e banho? Eu aprendi a lavar roupa na mão numa época em que lavadora de roupas era coisa de televisão, totalmente fora da nossa realidade. Chego a me lembrar do ferro a carvão deslizando sobre os lençóis sob o comando de Dona Tereza, uma lavadeira robusta que tínhamos lá na Rua Ipiranga - aliás, para manipular aquele troço tinha mesmo que ser bem robusta porque, meu Deus, como era pesado aquele ferro!

Na casa da minha infância o coaradouro também era um costume. Coarar roupa era expô-la ao sol ensaboada com sabão de pedra, umedecendo e esfregando as peças de vez em quando, pois poucas são as sujeiras que resistem a um coaradouro. Depois eram enxaguadas para serem finalmente lavadas com sabão em pó (não me lembro se havia amaciante na época). Manchas eram inadmissíveis e o branco tinha que ser, no mínimo, imaculado.

Hoje em dia tudo mudou. Não há mais muitos quintais, e consequentemente coaradouros; não há mais varais ao sol, mas ao vento, nas áreas de serviço; o branco não é mais imaculado, e lavar roupa à mão é doideira, aliás, eu já disse aqui e repito: a lavadoura de roupas é a melhor amiga da mulher moderna!

Este post me ocorreu no momento em que eu pendurava camisetas de malha no varal e achei que a dica de como pendurá-las de maneira a não deformá-las podia se útil. Uma coisa puxou a outra, eu evolui para outros cuidados com as roupas de forma geral, e saquei que podia dar outras pequenas dicas capazes de ajudar as comadres, especialmente as iniciantes, a organizar melhor este quesito, poupando tempo, otimizando espaço e preservando melhor as peças. Vejamos...

1- Quando tiramos a roupa que vai para a lavagem, elas estão pelo avesso e esta é a melhor maneira de mandá-las para o cofo (ou cesta de roupa suja) e também para a lavadora. Não custa nada dobrar as peças (mantendo-as pelo avesso) para otimizar o espaço do cesto. Quando a roupa vai para o cofo embolada ocupa muito mais espaço. Vai que a roupa se acumula e começa a transbordar? Ó o mico da comadre empurrando a roupa para caber no cesto!

2- Antes de lavar a roupa, é necessário separá-la: brancas e cruas; coloridas; grossas como jeans e brim; roupa de cama e toalhas; as delicadas que precisam de lavagem a mão... esta é a hora de avaliar também quais as peças que precisam de pré-lavagem - aquelas muito sujas ou com manchinhas que a máquina não tira. Uma vez separadas, lava-se seguindo a lógica da separação, para evitar que manchem, de acordo com as orientações do fabricante.

3- Lave as roupas pelo avesso, assim você poupa a sua face externa de maiores desgastes e pode minimizar pequenos acidentes como gotas de alvejante ou manchas de outra peça que, por ventura, solte alguma tinta.

4- Uma vez lavadinhas, é pendurar. Por muito tempo eu pendurei as roupas de ponta cabeça, até perceber que esta maneira deformava algumas peças, especialmente as camisetas de malha. Observe as primeiras fotos que ilustram este post: penduradas pelas barras o peso da peça molhada + a força da gravidade vai fazer com que as camisetas fiquem com pontas. Já pendurando-as pelos ombros esse risco praticamente não existe, especialmente depois de passadas, sem falar que é uma parte que se encaixa nos ombros, e desta vez a gravidade ajuda. Para as peças finas, o ideal é usar cabide para evitar marcas de prendedor, especialmente em tecidos que não precisam ser passados a ferro ou que só podem ser passados com ferro em baixa temperatura.

5- As peças devem continuar pelo avesso para serem passadas a ferro, pelos mesmos motivos da máquina: para pouparmos as suas fibras de maiores desgastes, e mais ainda, evitar queimadura em estampas e o desbotamento contínuo causado pela ação das altas temperaturas, que vão queimando, literalmente e aos poucos, as peças. Depois de passadas sim, desavesasse e dobra-se.

A forma de dobrá-las dá um outro post. Tive que catequizar todas as pessoas que trabalharam na minha casa neste sentido, pois umas colocavam vinco em calça, outros dobravam as camisetas ao meio na vertical, marcando-as por demais; outras dobravam uma toalha de cada forma de maneira que elas não cabiam na gaveta que poderia comportá-las com conforto... enfim... pode parecer um detalhe banal, mas dobrar roupa também tem manha. E tem mais: a forma de passá-las a ferro também é um capítulo inteirinho a parte!

Enfim, comadres, é coisa viu? É coisa nesse mundão doméstico de meu Deus!

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Giz mil utilidades: contra-mofo!!!

XÔ MOFO
Quem sofre com o mofo nos armários  levanta a mão!!! \0/  Eu já tinha visto essa dica  de usar o giz penduradinho num gancho no guarda-roupa e achei um glamour.


Mas nem todos (quase ninguém) tem esse  ganchinho no armário, né? Olha a sugestão da Tathiana Renata para espantar o "mofozildo" da casa.

Pesquisando mais sobre o assunto MOFO descobri o giz branco, aquele de escola mesmo.
Entao comprei 10 caixas de giz, que vem com cinquenta, comprei 1 metro de filó, cortei ele em triângulos. Ah comprei também aqueles arames emborrachados... (tem na casa das embalagens vendem por peso baratinho) e fiz umas trouxinhas com 5 gizes e espalhei por todas gavetas, repartições do guarda-roupa e olha que ajudou muito. Ah... e não suja,e nem mancha as roupas de branco não.


Preste atenção. Quando o mofo acaba, para onde vai a umidade? É claro que ela fica presa no giz  que é um material altamente higrosgópico (que atrai umidade).

Então, esqueceram de dizer o seguinte: vai chegar um momento em que o giz ficará saturado de umidade (água) e não vai mais funcionar, isto é, não vai mais atrair a umidade. Qual é a solução? Coloque o giz num forninho em temperatura branda para retirar a umidade do giz e volte a usá-lo como se fosse novo.

Esta é a grande vantagem do giz, poder se recuperar.

Grande abraço.

sábado, 22 de outubro de 2011

Lavando roupas e tirando dúvidas

Achei um site superbacana, com muitas dicas e recomendo: BBEL, estilo de vida. Abaixo uma das dicas maravilhosas:

Os 5 "Nãos" na lavagem de roupa




O que não se deve fazer na hora de conservar as roupas


Os 5 Nãos na lavagem de roupa


Fazer as coisas bem feitas dá muito mais trabalho, mas também dá muito mais prazer.
Essa frase resume o que quero passar para você, com relação ao cuidado com a lavagem de roupas. Se soubermos lavá-las corretamente e quando realmente for necessário, será fácil conservar suas roupas bonitas, com qualidade, por mais tempo.
Lavagem de roupas é uma tarefa que requer algum conhecimento e não apenas jogá-las na máquina, apertar o botão e pronto, mas dentro desse conhecimento, existe também o que não deve ser feito.
Você pode achar que não tem muito tempo para se dedicar a essa tarefa, mas se ela for bem feita, você estará economizando dinheiro, pois você vai conservar suas roupas e de sua família por muito mais tempo.
A lavanderia ou local onde você cuida delas, deve ser vista como um local de renovação. Elas entram sujas e sem vida e saem cheirosas, limpinhas e bem passadas, prontas para deixarem toda sua família bem vestida e confortável.

Na hora da lavagem de roupa, o que não fazer?

1 - Não misture roupas de uso pessoal com panos de prato ou de limpeza. Regra básica. Não é higiênico você misturá-las. Lave-as sempre separadas, pois os panos de prato geralmente têm gordura e podem passar para suas roupas pessoais. Os de limpeza estão em contato com produtos químicos mais fortes e podem causar alguma alergia ou danificar o tecido, caso suas roupas se misturarem com eles.

2 - Não misture roupas muito sujas com outras peças (por exemplo, as de crianças). Quem tem criança em casa sabe o que é uma roupa suja e uma roupa muito suja. Quando a sujeira da roupa é leve, às vezes apenas de cheiro de suor e poeira, quando se misturam com roupas muito sujas, que podem ter barro, correm o risco de mancharem, dificultando muito a lavagem e o processo de retirada das manchas.

3 - Não misture com roupas de cor com roupas brancas. Roupas coloridas podem soltar tinta. Se você misturar roupas de cor com roupas brancas, provavelmente as coloridas irão manchar as brancas. E o tempo para ficarem de molho é diferente. As brancas devem ficar de um dia para o outro e as de cor, somente alguns minutos. Veja mais em Pré-lavagem.

4 - Não, ou melhor, nunca deixe de molho roupas de cor forte. Roupas de cor forte se ficam muito tempo de molho vão desbotar com certeza, e uma roupa desbotada fica com aparência de velha. Se a roupa tem cor forte, essa é sua cor de origem. Roupas que são naturalmente desbotadas já são compradas assim. Uma roupa que não tem essa característica originalmente, quando desbota parece velha. E você não vai querer que isso aconteça com as suas, certo?

Os 5

5 - Não use sabão demais, só vai dificultar a lavagem. Achar que quanto mais sabão, mais limpa vai ficar a roupa é um engano. A medida certa é o ideal. As máquinas atuais têm medidores que acompanham. Então, não tem como errar. Na hora do balde ou bacia, use o bom senso. Coloque um pouco de sabão em pó, adicione a água e mexa até obter espuma. Aí está pronto para usar.

Para conservar roupas delicadas, elas devem ser Lavadas á mão, não deixe de saber quais são essas roupas.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

O cotidiano feminino

O cotidiano feminino
 
1ª Parte - Limpeza de casa

- Quando o cano da pia estiver entupido, jogue dentro dele um pouco de bicarbonato, derramando em seguida meia xícara de vinagre.
- Para não sujar o forno de micro-ondas, coloque os recipientes pequenos dentro de filtros de papel para café. Se o alimento derramar vai ser absorvido sem problemas.
- Para limpar panela queimada, salpique com bicarbonato de sódio e umedeça. Depois de algumas horas, lave. O queimado sairá facilmente. E, se a comida grudou, encha a panela com água quente e duas colheres de sal ou bicarbonato. Deixe algum tempo e limpe.
- Não alimente as bactérias da pia: Esponja e sabão em barra molhados sobre a pia são inimigos da limpeza.
Depois de usar a esponja, torça bem e ponha para secar ao sol.
E nunca deixe acumular água no recipiente do sabão, esse caldo que fica com o sabão derretido é uma cultura de bactérias. O paninho usado para enxugar a pia nunca deve ficar molhado.
É uma fonte de contaminação.
Depois de usar, torça e deixe secar sobre a torneira, por exemplo.
A lixeira sobre a pia da cozinha pode até ser prática, mas é um foco de contaminação.
O ideal e manter o lixo no chão, longe do lugar onde você lava e cozinha alimentos.
- Caiu catchup, maionese ou refrigerante no tapete? Para limpar, tire o excesso com um pano ou colher. Em seguida, borrife uma mistura de uma parte de multiuso e 10 partes de água. Esfregue um pano seco, de fora para dentro. Repita isso até sair bem a mancha. Em seguida, borrife uma mistura de vinagre com água, também na proporção de um para 10. Passe o pano. O vinagre cortará a ação do produto químico.
- Use água morna e bicarbonato de sódio para limpar fogão.
- Use um pano umedecido com álcool para remover manchas de água do aço inoxidável.
- Para retirar gordura do forno, ligue-o ao máximo, deixe esquentar bem e depois desligue. Na parte de cima, coloque uma panela com amônia e, na de baixo, outra panela com água fervente. Deixe ficar de um dia para outro. Depois é só passar um pano com sabão neutro e lavar com água.
- Torne o detergente mais eficiente dissolvendo algumas gotas de vinagre. Suas panelas ficarão brilhando e sem gordura.
- Risco de caneta esferográfica em papel de parede pode ser retirado passando-se levemente um pouco de acetona.
- Para tirar o cheiro de alho, cebola e água sanitária das mãos:
1) Basta esfregar uma colher de aço inoxidável sob água corrente.
2) Esfregue-as com um pouco de leite, ou então borra de café, ou ainda vinagre.
3) Esfregue-as com salsa cortada.
4) Outra dica é esfregar as mãos com açúcar, lavar em água corrente em seguida.
- Para limpar móveis de fórmica. Esfregue com um pano embebido em álcool e em seguida dê brilho com flanela limpa e seca.
- Para limpar móveis de vime. Limpe com água quente misturada com bicarbonato de sódio. Deixe secar sob o sol.
- Tenha sempre à mão uma caixa de apetrechos e limpeza, contendo escovinhas de dente usadas (elas são muitos úteis para limpar desenhos intrincados do seu mobiliário ou casa em geral), panos, esponjas, flanelas, camurça, panos de pós, luvas de borracha, etc.
- Para polir o ralo use um pano úmido embebido em saponáceo cremoso ou em pó. Esfregue principalmente o seu interior e as áreas mais engorduradas. Enxágue.
- Uma velha escova de dentes com detergente, amoniacado ou sabão em pasta é ideal para remover a sujeira em volta de torneiras e canóplas. Esfregue e enxágue.
- Limpeza de sofá de couro branco: Para limpar o couro você deve usar uma bucha vegetal, ou de espuma mesmo, com sabonete de nenê, aquele neutro, para limpar e em seguida hidrate o couro utilizando uma mistura de leite e água em parte iguais, passe no objeto de couro e deixe secar. Nunca use óleos ou produtos abrasivos, o couro precisa respirar.
- Proteger e hidratar peças de couro:
Nunca guarde peças em couro dentro de sacos plásticos, o couro precisa ficar guardado em lugares arejados, isentos de umidade.
Tire as peças sempre que puder do guarda-roupa (ou onde estiver guardado) e passe um pano úmido, e deixe secar a sombra.
Passar cera incolor (liquidas ou em pasta) para sapatos, e peças de vestuário em couro. Passe por toda a peça e depois tire o excesso com uma flanela ou papel toalha, ficará protegida, e hidratado o couro.


2ª Parte - Deixe sua casa limpinha

- Para retirar o cheiro de mofo do armário: Ferva um litro de vinagre e despeje em uma vasilha sem tampa, coloque dentro do guarda-roupas com as portas fechadas por até três horas. Após retirar a vasilha, passe um pano molhado no vinagre por dentro e por fora do móvel. Deixe-o aberto por várias horas para que seque bem.
- Ferrugem: Remova a ferrugem e limpe fechaduras, dobradiças e ferramentas de trabalho com um pano embebido em benzina ou ácido clorídrico. Faça-o com luvas de borracha e deixe o cômodo em que está trabalhando bem arejado. Mude de pano quando este se sujar.
- Para manter os ralos abertos, limpos e sem odor, não é necessário usar produtos corrosivos. Basta manter os ralos desobstruídos e nunca usá-los para despejar óleo ou outras gorduras. Se uma limpeza for necessária, primeiro coloque um quarto de copo de bicarbonato no ralo, depois adicione meio copo de vinagre e cubra o ralo por alguns minutos. Enxágue com 4 litros de água quente e pronto.
- Para limpeza de banheiros: Uma ou duas vezes por semana limpe os azulejos, boxe e os espelhos com lustra móveis e limão. Isso fará que os salpicos de sabonete ou sabão não fiquem aderidas a eles.
- Para limpar os tapetes ou carpetes, para que mantenham as suas cores vivas, espovoneie com sal grosso e logo escovar com suavidade, empregando uma escova de pelo flexível para que os grãos penetrem bem. Aguardar 20 minutos e logo passe o aspirador.
- Guarda-roupas: Vestidos ou roupas brancas que irão ficar guardadas por algum tempo, ou que sejam de pouco uso, devem ser envolvidos em papel ou pano azul para que não amarelem com o tempo. Para evitar que a roupa se impregne com o cheiro de úmido, deixe secar por uns dias, cascas de laranja ou cidra e coloque-as no roupeiro.
- Talheres: Para que os talheres brilhem, coloque uma vez por semana em um recipiente com água, umas gotinhas de cândida e vinagre de álcool. Deixe de molho por toda a noite e enxágue no dia seguinte.
- Para limpar móveis pintados de branco: esfregue-os com leite ou com uma solução de leite e água.
- Escovas de cabelo gordurosas, limpe-as submergindo-as com uma solução de água e amoníaco na proporção de 10/1. Idem para os pentes
- Para acabar com o mau cheiro das garrafas térmicas, lave-as com borra de café e água quente.
- Tire o cheiro desagradável dos cinzeiros, lavando-os com água e vinagre.
- Odores desagradáveis na geladeira, desaparecem com um pouquinho de algodão embebido em baunilha.
- Para tirar o cheiro do peixe das mãos, lave-as com vinagre ou água e sal.
- Limpe as pias de mármore encardido, esfregando a superfície com uma escova de cerdas bem duras cheia de sal.
- Limpar, afastar alguns insetos e purificar o ambiente: 1 litro de álcool, colocar dentro dele um punhado de canela em pau, e cravo, deixar tampado por 3 dias. Para usá-lo, basta colocar em um borrifador, e passar, ou borrifar onde quiser. Pode passar até em alguns móveis, e deixa um cheirinho delicioso na casa.


3ª Parte - Como deixar suas roupas limpinhas

- Camisas - Se os punhos e golas estão encardidos, antes de serem lavadas esfregar as partes manchadas com um pedaço de sabão de coco enxuto. Deixe assim ficar por alguns minutos. Mergulhe então as camisas, de uma só vez, na água com detergente e termine de lavá-las normalmente.
- Fraldas - Para desencardi-las, sem usar amônia ou água sanitária, coloque-as, logo após o uso, dentro de um balde esmaltado, contendo água com bicarbonato. Depois lavar normalmente. As fraldas devem ser fervidas de vez em quando.
- Lenços - Água salgada é ótima para lavar lenços de nariz, de pescoço ou de cabeça. Basta deixá-los de molho nesta água durante uma hora, antes de enxaguar.
Para clareá-los, mergulhe também em água fria, onde foi dissolvida uma colher (chá) de cremor de tártaro, para cada litro de água.
- Estampados - Os tecidos não descoram e não mancham, juntando-se à última água de enxaguar, sal e vinagre. Se o tecido listrado ou estampado de fundo branco manchou ou desbotou, quando posto para secar, deve ser levado à água novamente, enxaguando-se várias vezes acrescentando-se à última água (pouca) três colheres (sopa) de vinagre. Em seguida, apertar bem o tecido entre dois panos secos, secar á sombra e passar a ferro enquanto estiver ainda úmido.
- Azul e Vermelho - Ficam como novos se após lavados, passarmos numa solução fraca de água com soda.
- Bordados de Cor - Lavam-se com água e sabão branco, e na última água juntar um pouco de vinagre.
- Verde e Vermelho - A chita ou o algodãozinho estampados nessas cores, desbotam facilmente; coloque então na água um pouco de limão e vinagre.
- Tecido Preto - Os tecidos pretos não perdem a cor nem encolhem, se após a lavagem ficarem de molho por alguns minutos numa água com sal ou potassa. Para a roupa preta que foi lavada não ficar sem vida nem perder o seu tom negro, basta misturar à última água chá forte de folhas de trigo, ou, numa água de anil bem forte; deixe a roupa repousar nessas águas por alguns segundos, e depois estenda à sombra (fazer de preferência à noite).
- Toalhas de Banho - Ficam sempre macias, se enxugadas em água com um pouco de vinagre e não forem passadas a ferro. Para tirar o cheiro de mofo dessas toalhas e das de mesa, dos panos de copa ou dos guardanapos, devido à umidade dos armários, basta fervê-los numa solução de bicarbonato de sódio, na proporção de duas colherinhas (café) para um litro de água.
- Flanela e Lã – Lavam-se em água morna, juntando-se à última água, uma colher de glicerina ou amoníaco, para permanecerem macias. Não torcer e deixar secar à sombra.
Os tecidos de lã de cores delicadas, lavam-se facilmente, mergulhando-os numa água, onde tenha sido fervida uma colher de farinha de trigo, deixando nela repousar até que a solução esfrie. Depois, enxaguar em água pura.
Ao lavar os tecidos e roupas de lã, não se deve torcer, apenas espremer. Se for de cor, ponha um pouquinho de vinagre à última água; se for branca, um pouco de água oxigenada.
Para limpar, use apenas uma escova umedecida em álcool.
As manchas de gordura sobre tecidos de lã, saem facilmente com uma solução de água bem salgada e amoníaco.
- Malhas/Caxemira - Lavam-se essas peças, colocando-as em água morna suficiente para cobri-las, misturando uma colher (sopa) de bicarbonato. No momento de enxaguar, repetir a operação.
- Crochê/Tricô:
Lavar somente à mão, secar somente na posição horizontal, guardar dobrado e nunca pendurar. Lavar em água morna com sabão em pó ou de coco, misturando um pouco de amoníaco.
Se forem brancos, uma colher de água oxigenada para cada litro d'água, na última enxaguada.
Para os crochês em linha de cor bege clara, enxugar na última água com chá preto frio, para conservar sua cor natural. Para as brancas de tricô, enxaguar em água com algumas gotas de tinta de escrever; ficarão branquinhas.
Em ambos os casos, assim como todas as malhas, devem ser apenas espremidas, nunca torcidas, e secadas à sombra.

(Dados retirados de Dicas e truques para donas de casa Irenes)


sábado, 8 de outubro de 2011

Link interessantes

Indico

http://tricocomceci.blogspot.com/
http://i1.flogao.com.br/c/11/e/d/carladamore/rss2.xml
http://lauradamore.blogspot.com/
http://100ideiasnacabeca.blogspot.com/ - cupcakes
http://atricoteira.blogspot.com/
http://acheioponto.blogspot.com/
http://ivivendoeaprendendo.blogspot.com/
http://rubiacd.blogspot.com/
http://delgrande.blogspot.com
http://bebecroche-tricot.blogspot.com/
http://bethsteiner.blogspot.com/
http://nelsontradfilho.blogspot.com/
http://nelsontradfilho.blogspot.com/
http://blunottelive.blogspot.com/
http://boletim-ultima-semana.blogspot.com/
http://caffeinefor2.blogspot.com
http://calmaquetemjeito.blogspot.com/
http://www.canyousendmeapostcard.com/
http://candidoces.blogspot.com/
http://www.carlapinheiro.net/
http://cherishedheartsathome.blogspot.com/
http://coisasqueamofazer.blogspot.com/
http://cupcakecoresabor.blogspot.com/
http://criejardim.blogspot.com/
http://thejamesjunk.blogspot.com/
http://www.croche.tv/    

http://www.crochedaanjinha.com/
http://danicrocheecompanhia.blogspot.com/
http://delizieepasticci.blogspot.com/
http://www.dicasparablogs.com.br/
http://docecupcakems.blogspot.com/   
http://www.docespontinhos.com/   
http://doceterapiacupcake.blogspot.com/
http://www.lojademodelagem.com/
http://meninaprendada.blogspot.com/
http://saboneteriacg.blogspot.com/
http://www.superziper.com/
http://susanbanderson.blogspot.com/
http://ilmondodiladycocca.blogspot.com/
http://tatidamoreh.blogspot.com/
http://thefashionistafoodie.blogspot.com
http://tiapaulalimeira.blogspot.com/
http://tricochetei.blogspot.com/
http://tricoteirassemfronteiras.blogspot.com/
http://unafinestradifronte.blogspot.com/
http://wipster.blogspot.com/
http://maravilhasdocroche.blogspot.com/
http://kafkanapraiaindex.blogspot.com/
http://receitasemformadeblog.blogspot.com/





terça-feira, 4 de outubro de 2011

Sobre roupas brancas!


TIRA-DÚVIDAS: ROUPAS BRANCAS 

Roupa branca é um negócio chato: suja com facilidade, encarde, mancha à toa... Por isso, a pedidos, eis um post especial com um pequeno almanaque para você manter suas roupas brancas sempre impecáveis!

1. Lavando roupa branca

A) Roupa comum
Roupa branca não pode ser misturada a roupas de outras cores na máquina, ou seja, roupa branca só se lava na máquina com outras roupas brancas. Entendeu, bonitona?

B) Roupa fina
Roupa fina, meu bem, você pode lavar à mão com sabão de coco (pronuncia-se côco), encarnando a lavadeira na beira do tanque cantando músicas sertanejas. Você pode lavar também na máquina de lavar, mas só se a roupa estiver dentro de uma fronha ou semelhantes, senão... já viu, né?! Adiós, roupitcha!

2. Clareando roupa branca

Para clarear roupa branca, você pode deixá-la de molho na água com um pouquinho de cloro ou outro alvejante, depois enxágue e lave normalmente. Tome sempre cuidado ao lidar com cloro, pois ele pode até rasgar a roupa. Não esqueça a roupa de molho, ok?!

A outra opção é ensaboar bem com sabão de coco e, SEM ENXAGUAR, colocar no sol. Isso se chama coarar. Depois, você pode retirar do sol, enxaguar e deixar secar NA SOMBRA.

ATENÇÃO: Cloro e água sanitária NÃO são aconselhados para clarear roupas finas, pois podem estragá-las. Para clareá-las, fique com a segunda opção.

3. Retirando manchas de roupa branca

Para retirar manchas, deixe a peça (quando digo peça, cabeção, quero dizer roupa) de molho numa bacia com água, sabão e um pouquinho de cloro/alvejante. Retire a peça, enxágue e ponha para secar NA SOMBRA.

(Obs.: Minha vó sempre gosta de enfatizar “NÃO SE COLOCA ALVEJANTE EM ROUPA ESCURA!!”)

Manchas de ferrugem, contudo, só saem com Semorin. Você deve colocar uma gotinha de Semorin em cima da mancha: ela vai sair na hora! É uma beleza! Mas enxágue logo em seguida SEM ESFREGAR, senão, vai acabar rasgando a roupa. Coloque para secar NA SOMBRA.

4. Secando roupa branca

É sempre bom lembrar que se colocarmos roupa branca para secar no sol, ela vai amarelar. Roupas brancas devem ser postas para secar na sombra. A única exceção é quando for coarar a roupa.

5. Passando roupa branca

Não se deve passar roupa branca com o ferro muito quente, pois isso resultaria em uma roupa amarelada. Quando for passar uma peça branca, passe com o ferro “morno” ou coloque um pano branco (pode ser lençol) em cima dela. No caso de roupas finas, certifique-se de que o ferro tem controle para roupas finas. Esse tipo de roupa deve ser passado com o ferro quase frio. O esqueminha do pano branco por cima também vale para peças finas, se preferir.

6. Guardando roupa branca

Para guardar uma roupa branca, você deve enrolá-la em um papel de seda azul ou em uma fronha azul para não amarelar.

É isso! Qualquer dúvida, deixe nos comentários que responderei no próximo “Tira Dúvidas”. Ah, e cuidem bem de suas roupas brancas: o branco é uma cor super elegante e combina com tudo!

sábado, 1 de outubro de 2011

Xô, neura!

Voltamos à ativa, e hoje uma DICA para as amigas!

Descarte de coisas inúteis


Veja quanta coisa inútil pode estar ocupando espaço em sua casa!

Salas

Almofadas muito desgastadas
Embalagens vazias
Estofados rasgados
Flores murchas
Jornais velhos
Livros que não serão relidos
Objetos de decoração desgastados, quebrados 
Revistinhas de propaganda
Tapetes muito desgastados
Tv quebrada ou outros equipamentos eletrônicos que não funcionem

Cozinha

Coisas de cozinha quebrados, tipo xícaras, pratos, copos
Colher de madeira trincada
Comidas velhas na geladeira
Condimentos vencidos
Copos de requeijão a mais
Ímas de geladeira
Panelas e potes que você não usa mais ou odeia
Sachês de catchup e temperos
Tupperwares sem tampa e velhos
Velas  de aniversário ou queimadas


Área de serviço

Caixas de sabão em pó vazias
Embalagens de produtos de limpeza vazias
Encartes de supermercado
Escovas de dente velhas (muitas) 
Esponjas, panos de prato e de limpeza velhos
Garrafas vazias
Panos de limpeza encardidos ou rasgados 
Potes de sorvete vazios
Vassouras e rodos velhos e gastos


Quartos

Bolsas e mochilas rasgadas
Brinquedos inúteis tipo lembrancinhas
Camisetas de propaganda
Chinelos velhos, desbotados ou desgastados
Cintos apertados
Colares. brincos e pulseiras quebradas, desbotadas, velhas
Lençóis e fronhas velhas e sem conjunto
Lingerie velha
Meias furadas
Óculos de sol velhos ou quebrados que você jamais irá arrumar
Perfumes velhos ou que você odeia
Roupas velhas e furadas que não tenham reparo
Sapatos velhos que não tenham reparo
Sombrinha ou guarda chuva velho
Tênis velho ou rasgado
Travesseiros e colchões velhos


Banheiros

Cosméticos fora de validade
Elásticos e prendedores de cabelo velhos
Frascos vazios de shampoos, hidratantes e outros
Lixa de unha usada
Medicamentos fora de validade
Porta lentes de contato
Tapetes ou piso de banheiro rasgados


Home-office, Atelier, Escritório, Sala de estudos

Acessórios velhos e inúteis de computador
Agendas antigas
Caixas vazias
Caixinha de costura, retrós, agulhas e outras coisas sem uso.
Calendário de mesa que ganhou e nunca usou
Canetas sem tampa
Canetas velhas
Cds antigos de computador
Cds que você não gosta ou não ouve
Disquetes velhos
Fitas de vídeos que não funcionam mais
Folhetos de comidas entregues em domicílio
Listas telefônicas antigas
Livros escolares antigos
Material de artesanato sem uso
Papéis e livros de faculdade
Pilhas e baterias velhas
Pôsters que jamais vai usar nas paredes
Programas antigos de computador
Registros médicos antigos que não têm mais importância
Revistas antigas
Trabalhinhos de escola das crianças


Se você ainda guarda alguma coisa desta lista,  comece a pensar....eu já comecei....
Fonte: Agenda de Casa 
 _