Pesquisar este blog

quinta-feira, 20 de julho de 2017

A mortificação cristã






"A mortificação cristã tem por fim neutralizar as influências malignas que o pecado original ainda exerce nas nossas almas, inclusive depois que o batismo as regenerou. 

Nossa regeneração em Cristo, ainda que anulou completamente o pecado em nós, nos deixa sem embargo muito longe da retidão e da paz originais. 

O Concílio de Trento reconhece que a concupiscência, ou seja, o triplo apetite da carne, dos olhos e do orgulho, se deixa sentir em nós, inclusive depois do batismo, afim de excitar-nos às gloriosas lutas da vida cristã (Conc. Trid., Sess. 5, Decretum de pecc. orig.).

Em geral, saiba negar à natureza o que pede sem necessidade. Saiba fazer-lhe dar o que ela nega sem razão. Seus progressos na virtude, disse o autor da Imitação de Cristo, serão proporcionais à violência que saiba fazer-se.



Quisera Deus que pudéssemos aplicar-nos com pleno direito as seguintes palavras de São Paulo: “Em todas as coisas sofremos a tribulação… Trazemos sempre em nosso corpo a morte de Jesus, afim de que a vida de Jesus se manifeste também em nossos corpos (2 Cor. 4, 10)".


Excerto do Artigo “La mortificación cristiana” 
Cardeal Desidério José Mercier (1851-1926) 


 
Visite nossos blogs associados:
+
Informe seu e-mail para receber as publicações de VIRTUDES FEMININAS: Delivered by FeedBurner.

terça-feira, 18 de julho de 2017

O que a mulher deve fazer pela religião.




"Se se quisesse revolver a História, ver-se-ia que no começo de todas as grandes épocas religiosas paira uma forma misteriosa, quase celeste, sob a figura de uma santa!

Foi Santa Helena quem, ao sair das catacumbas, deu ao antigo mundo romano a cruz por ela encontrada.

Foi Santa Clotilde quem a depositou no berço do mundo moderno e quem, convertendo o seu "orgulhoso Sicambro", trouxe a Gália à Fé.

Foi Santa Genovena quem salvou Paris, e quiçá a França.

Foi Santa Mônica que nos deu Santo Agostinho (suas ações e orações obtiveram a conversão de tão grande santo).

Foi Santa Joana d'Arc, pequena pastorinha das lindes da Lorena, quem "botou para fora" o invasor e salvou seu país!

Foram Santa Hildegarda, Santa Catarina de Sena e Santa Teresa que, muito melhor do que a maioria dos doutores de seu tempo, nos conservaram a tradição de uma filosofia sã e vivificadora.

E assim por diante, através das idades!

Voltaire, a quem esse fenômeno admirou, foi obrigado a confessar que "metade da Europa deve às mulheres o seu cristianismo".

E vós, "Filha de Deus", haveríeis de crer que nada podeis fazer, e que não tendes de defender essa religião que tão bem vos defendeu?

Deveis, pois, ser fiel a esse primeiro dever de pregar a verdade fazendo-a amar. Mas deveis também defendê-la, pois bem sabeis como a atacam em toda a parte."


Excerto do livro recomendadíssimo: "Formação da Donzela"
Pe. José Baetman


link para quem quiser fazer download do pdf do livro: 
https://1drv.ms/b/s!ApPTTnl552mzlWTVO9ReeB2TayFI



 
Visite nossos blogs associados:
+
Informe seu e-mail para receber as publicações de VIRTUDES FEMININAS: Delivered by FeedBurner.

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Suceda-vos o que sempre suceder, NÃO DESANIMEIS NUNCA!




"Não desanimeis nunca!"


Palavras de ouro! A quantas almas seria necessário dizê-la e torná-la a dizer!

São João Crisóstomo não se cansava de repetir: "Não desespereis! Dir-vo-lo-ie em todos os meus discursos, em cada uma das nossas entrevistas, e, se me escutardes, ficareis curados!... Tem a nossa salvação dois inimigos mortais: a presunção na inocência (antes de pecar) e a desesperação depois da queda; mas esta última é a mais terrível. "

Com efeito, "é pela esperança que nós somos salvos" (Rom, 8,24). (...) Quando a as almas se prendem firmemente a ela, atrai-as pouco a pouco as sublimes alturas e as subtrai aos vendavais da vida presente. 

Mas a alma que, vencida pelo desânimo, larga a âncora santa, cai logo e perece, submergida no abismo do mal."




Excerto do livro: "Arte de aproveitar-se das próprias faltas",
 Pe. Tissot.

 LEITURA MAIS DO QUE RECOMENDADA:





Força e ânimo! Viva Cristo Rei!



 
Visite nossos blogs associados:
+
Informe seu e-mail para receber as publicações de VIRTUDES FEMININAS: Delivered by FeedBurner.

terça-feira, 11 de julho de 2017

Escapulário Verde - Doação



Recebemos uma doação de escapulários verdes, se alguém desejar receber gratuitamente, por gentileza, entre em contato AQUI, pedimos apenas que colabore com o valor do frete.

*  *  *


SOBRE O ESCAPULÁRIO VERDE DE NOSSA SENHORA




"O Escapulário Verde de Nossa Senhora foi dado à irmã Justina Bisqueyburu, religiosa das Irmãs da Caridade de São Vicente de Paula.  

No dia 8 de setembro de 1840, a Mãe de Deus realizou uma aparição miraculosa diante da religiosa quando de sua oração diária: tinha na mão direita um coração em chamas e, na esquerda, um pequeno escapulário de tecido verde. Em um dos lados estava a imagem da Santíssima Virgem; no outro, um coração inflamado de raios mais brilhantes que o sol e transparentes como cristal, segundo as próprias descrições da vidente, o qual estava transpassado por uma espada. Ao redor, havia uma inscrição em forma ovalada, coroada por uma cruz dourada e que dizia o seguinte dístico: “Coração Imaculado de Maria, rogai por nós, agora e na hora da nossa morte”. Ao mesmo tempo uma voz interior lhe explicava o sentido: compreendeu que esta imagem devia contribuir para a conversão de muitas almas, particularmente no momento em que tudo pareceria perdido, para assegurar assim uma boa morte.


 A própria Mãe de Deus fez saber à irmã Justina que podia ser bento, com o sinal da Cruz, por qualquer sacerdote e depois qualquer pessoa o poderia distribuir. 

O portador pode levá-lo consigo dependurado no pescoço, junto a outros sacramentais, ou em objetos de uso cotidiano. 

No caso dos pecadores ou doentes que não o aceitam, se pode deixar o escapulário, ainda que eles não o saibam, na sua roupa, na sua cama ou no seu quarto. 

A única obrigação é de dizer uma vez por dia: “Coração Imaculado de Maria, rogai por nós, agora e na hora da nossa morte”. Se esta jaculatória não for dita pela pessoa que o traz, é necessário que alguém a diga por ela. 

 Sua eficácia santificadora e proteção aos portadores é bastante reconhecida pelos fiéis católicos, donde provém sua fama extraordinária. Muitas e extraordinárias conversões, mesmo de casos desesperados, estão unidas a esta devoção, mas estas graças são maiores ou menores conforme o grau de confiança que a acompanham, simbolizadas pelos raios desiguais que rodeavam o Coração."

Fonte: internet


***





VIVA CRISTO REI!



 
Visite nossos blogs associados:
+
Informe seu e-mail para receber as publicações de VIRTUDES FEMININAS: Delivered by FeedBurner.

sábado, 1 de julho de 2017

Tremei, mas tende esperança!




"A santa penitente Taís, dirigindo-se um dia a S. Pafúncio, lhe disse: "Meu Pai, que devo fazer? A recordação da minha vida miserável me espanta e assombra!" Ela havia sido uma grande pecadora e estava cheia de medo por causa dos pecados cometidos.

O bom Santo lhe respondeu: tremei, mas tende esperança!

Tremei com medo de vos tornardes soberba e orgulhosa;

Resurrexit, sicut dixit, Alleluia!

Resurrexit, sicut dixit, Alleluia!